mãos de pessoa assinando um contrato digital

9 vantagens de usar contrato digital no setor imobiliário

Os contratos normalmente são associados à burocracia e à papelada, mas em plena era digital, setores dinâmicos como o imobiliário não podem ficar refém da presença física dos clientes para formalizar contratos. Além de acelerar o ritmo dos negócios, os contratos digitais têm o objetivo de manter o item de forma segura, com menores custos e burocracias, evitando riscos das documentações em papel, como perda, rasura ou dano. 

Cada vez mais comum na hora de alugar um imóvel, os contratos digitais permitem ainda maior conversão para as imobiliárias, ao permitirem assinar os documentos sem sair de casa. Neste texto, você vai entender quais são as vantagens de usar documento digital no mercado imobiliário. Confira!

1. Facilidade no dia a dia

Um contrato, seja tradicional ou digital, é uma operação entre duas ou mais pessoas, que realizam um acordo e se comprometem a segui-lo sob condições e termos estabelecidos entre as partes. A diferença entre o contrato físico e o digital é que este último é elaborado no meio eletrônico, compartilhado, assinado e armazenado no ambiente digital.

Em um mundo onde as pessoas vivem cada vez mais atarefadas, quanto mais facilidade melhor. Por isso, investir no documento digital é uma excelente escolha. Assim não é preciso realizar deslocamentos aos cartórios ou gastos em excesso com documentos físicos.

2. Uso da assinatura eletrônica

No contrato digital, a assinatura eletrônica é semelhante à assinatura no papel, mas utiliza o ambiente online. Seu valor legal é atribuído a três elementos: comprovação da integridade do documento, identificação e autenticação do autor da assinatura e seu registro.

Desde 2001, com a criação da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira — ICP Brasil, os documentos digitais passaram a substituir totalmente o papel, desde que assinados por meios digitais (tablet, computador, smartphone). A assinatura eletrônica serve para garantir a integridade de arquivos digitais, evitando que haja fraude ou falsidade ideológica.

A comprovação é feita via dados, como nome completo, CPF, e-mail e IP da máquina utilizada para a assinatura. Existem vários recursos, como criptografia, login autorizado, biometria e até mesmo leitura de íris para garantir que o acordo entre as partes fique protegido e comprovado, em conformidade com a lei e com a garantia de validade jurídica. 

3. Menos burocracia

Nas negociações do mercado imobiliário, o documento digital é mais vantajoso porque pode ser acessado e assinado por meios eletrônicos, como computador, smartphone ou tablet, facilitando a logística para negociações à distância. Enquanto o papel tem custos e precisa de tempo para cada processo, o digital apresenta melhor custo-benefício e oferece mais agilidade às operações.

Com ele, não é necessário o recolhimento e a conferência manual de assinaturas nem gastos com deslocamento e registro em cartório.

4. Maior nível de segurança

O contrato digital tem validade jurídica, pois todo o processo é criptografado e transferido de maneira segura. Por não ter interceptações — evita que terceiros tenham acesso aos dados —, o documento é devidamente autenticado, diferente de uma assinatura à caneta, que pode ser falsificada.

Com a assinatura manuscrita, as partes envolvidas no contrato ficam presas a uma única via arquivada fisicamente. No entanto, o contrato com assinatura eletrônica possibilita ter várias cópias autênticas e originais. Dessa forma, as informações ficam protegidas com alto nível de segurança.

5. Redução de custos

Já parou para pensar nos gastos envolvidos para a assinatura de um contrato físico? Impressão de papéis, cópias, gastos com motoboy, locomoção, cartório etc. Quanto uma imobiliária gasta mensalmente com resmas, toners e pastas? O contrato digital proporciona a redução desses custos, pois é realizado em ambiente virtual, com acesso online a partir de alguns cliques. 

6. Otimização e economia do espaço físico

A documentação física exige armários para armazenamento. Em alguns casos, requer até a locação de espaços maiores. Ou seja, empresas que ainda lidam com a documentação tradicional precisam investir no armazenamento desses itens. Além disso, a localização de um contrato específico pode levar muito tempo.

7. Organização, mobilidade e flexibilidade

Com a documentação digital há mais organização. Os artigos ficam guardados na nuvem, evitando perdas e danos, e podem ser acessados de forma online a qualquer hora e de qualquer lugar do mundo. Essa flexibilidade e otimização do espaço físico auxiliam na gestão dos documentos e na economia de tempo.

8. Sustentabilidade e tecnologia

Diminuir o uso de papel é uma alternativa sustentável adotada em muitas empresas. Essa preocupação com o meio ambiente também traz outros benefícios, como o uso da tecnologia para gerir todos os documentos. Os softwares disponíveis no mercado estão cada vez mais atualizados e seguros.

9. Agilidade de processos

Quando você não perde tempo com burocracias, ganha produtividade com outras atividades. Como você viu, o contrato digital oferece inúmeros benefícios e é a alternativa mais segura no mercado imobiliário. Com tantas preocupações na hora de adquirir um imóvel, é importante sentir-se amparado legalmente e tranquilo quanto a burocracias.

Após a primeira adesão, a tendência é ampliar o uso do meio digital para as demais documentações. É uma nova fase que facilita muito a vida! Agora que você já sabe a diferença entre o contrato tradicional e o contrato digital, suas operações no mercado imobiliário vão ganhar mais segurança e credibilidade. Para aprimorar ainda mais os seus conhecimentos, confira este artigo sobre processo burocrático na imobiliária e facilite a sua vida!

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.