Quando contratar o seguro de residência?

É indispensável contar com serviços que aumentem nossa segurança, assim como a dos nossos bens. Em casa, essa necessidade cresce visto que estamos ao lado de quem mais amamos. Seguindo essa premissa, nasceu o seguro de residência, com o intuito de proporcionar mais tranquilidade para os inquilinos.

Em São Paulo, por exemplo, o roubo a residências apresentou números alarmantes no início desse ano. Isso reforça a importância de recorrer a alternativas que preservem nosso bem-estar, bem como o da família. Saiba mais sobre o seguro de residência a seguir!

O que é seguro de residência?

Trata-se de uma modalidade de seguro voltada para imóveis, sejam eles de moradia ou temporada. Além da proteção do bem, é possível ampliar para o que tem no interior, estando a critério do cliente. De acordo com a Federação Nacional de Serviços Gerais, a demanda por esse tipo de serviço vem crescendo e tende a crescer ainda mais.

O seguro residencial é uma opção com bom custo-benefício, considerando que ele resguarda a propriedade contra incêndios, danos elétricos, vendavais, chuvas fortes etc., evitando que os moradores se preocupem com os custos relacionados a esses transtornos que, por sinal, são muito expressivos quando colocados na ponta do lápis.

Quando o imóvel é alugado, o inquilino também pode optar pela modalidade. A diferença é que ela inclui apenas a cobertura de seus bens. Por questão de segurança e praticidade, é possível conversar com o proprietário sobre a relevância do serviço, sugerindo a contratação para a proteção do imóvel, para que ele também se resguarde contra imprevistos (e prejuízos).

Quais são as principais coberturas do seguro residencial?

A cobertura básica, isto é, a proteção que faz parte de qualquer plano contratado é a que deve ser acionada em caso de sinistro. Tal evento se refere a incêndios, explosões, raios etc. Em caso de acidente envolvendo uma dessas causas, o segurado deve acionar a seguradora para receber a indenização, segundo o que está previsto na apólice. Caso a residência passe por um episódio de roubo ou furto, a indenização também acontece.

As coberturas adicionais podem incluir a proteção contra danos elétricos, que são muito úteis em casos de problema de energia, como os curtos-circuitos. Do mesmo modo, ocorre com a cobertura contra impacto de veículos e queda de aeronaves, desastres naturais, desmoronamento, responsabilidade civil etc.

Como funciona o seguro de residência da CredPago?

Com valor acessível, o seguro residencial da CredPago protege casas e apartamentos contra incêndio, raios e explosões (dentro do plano de cobertura básica). Entre as opcionais, constam: perda de aluguel, danos elétricos, responsabilidade civil e vendaval.

Já a assistência básica oferece suporte dos profissionais: chaveiro, eletricista, encanador e vidraceiro. Para um serviço mais completo, tem a segunda opção, que oferece inúmeros serviços de assistência, desde limpeza do imóvel até desentupimento da tubulação de esgoto e caixa de gordura.

O seguro de residência da CredPago é exclusivo para imobiliárias e corretores de imóveis. Para eles, trata-se de um excelente bônus para sugerir a seus clientes — e por um preço bastante convidativo para o inquilino.

Quer saber mais sobre o seguro de residência da CredPago? Veja aqui!

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.