gestor imobiliário

6 informações que todo gestor imobiliário precisa conhecer

Quem deseja ser um bom gestor imobiliário e contribuir para melhorar a performance da empresa precisa ter uma liderança dinâmica e proativa. Os processos, as pessoas e a concorrência são motivos de sobra para investir no conhecimento.

No dia a dia, o gestor se depara com situações que dependem da sua capacidade de análise, para uma tomada de decisão mais segura. É essencial estar atento às mais diversas questões se quiser otimizar os resultados e fechar melhores negócios.

Se esse é um cenário familiar este post foi produzido para você. Nele trazemos uma reflexão sobre o importante papel da liderança em um negócio imobiliário. Continue lendo e veja 6 informações importantes que todo gestor precisa saber para ter um bom desempenho!

A importância da liderança no ramo imobiliário

Em qualquer segmento, a liderança é fundamental para a condução de processos e pessoas. Alguém precisa estar à frente do negócio para assegurar que as atividades serão executadas de forma eficiente e em tempo hábil.

No ramo imobiliário, as mudanças mercadológicas e oscilações econômicas influenciam, e muito, as decisões dos gestores. É importante ter um olhar amplo para acompanhar em tempo real as novidades e tendências da área.

Para ter bons clientes não basta apenas ter produtos ou serviços de qualidade. É imprescindível se preocupar em fazer da jornada do cliente uma experiência única e encantadora, para que ele se sinta seguro e feche negócio.

Cabe ao líder a missão de estabelecer um fluxo de trabalho com processos claros e ágeis, que passem credibilidade e confiança aos clientes. Para isso, internamente, a gestão deve estimular os mesmos sentimentos na equipe.

As pessoas são, inclusive, o ponto alto de uma gestão bem-sucedida. Elas são responsáveis por diversas etapas do atendimento ao cliente — da prospecção à elaboração de contratos — e precisam ter uma liderança inspiradora para continuarem desempenhando um bom trabalho.

6 informações para tornar a gestão imobiliária mais eficiente

A gestão é ampla, mas existem alguns aspectos mais relevantes no segmento imobiliário que demandam atenção e cuidado. Sabemos que comandar um negócio não é fácil, mas com dedicação, preparação e ações estratégicas é possível se tornar um gestor imobiliário diferenciado.

Trouxemos 6 fatores desse ramo que você não pode deixar de conhecer e considerar para ter uma gestão de referência!

1. Administração

Administrar um negócio é um desafio e tanto, mesmo para os gestores mais experientes. Os fatores internos e, sobretudo, os externos exercem grande influência nas decisões, ainda mais em um segmento que sofre mudanças constantes impactando as finanças da imobiliária.

O gestor deve entender a dinâmica dos processos sendo importante contar com profissionais especialistas à frente de cada departamento. Assim, será mais fácil ter uma administração macro, sem deixar de acompanhar as atividades e resultados.

2. Mercado imobiliário

O mercado imobiliário é subdividido, considerando os contextos econômico, concorrência e imóveis. Na economia, o cenário se altera devido às mudanças e interferências que o país estiver enfrentando no momento.

As regras para pagamento, taxas aplicadas e concessão de linhas de crédito relacionadas às transações imobiliárias podem mudar para se adequar à situação. As medidas adotadas pelo governo costumam impactar a população, diminuindo o poder aquisitivo, o que pode ser um agravante para as imobiliárias.

Já no quesito concorrência, terá os melhores imóveis a imobiliária que se preocupar em oferecer boas condições e vantagens seja em transações de vendas, seja de locação — a competitividade é grande, o que obriga o gestor a conhecer a fundo as ações de seus concorrentes.

Sobre os imóveis, a valorização e desvalorização de um empreendimento são pontos que não podem ser negligenciados. A rentabilidade de um negócio imobiliário depende do fechamento de bons negócios, portanto, a prioridade é angariar imóveis com maior potencial de valorização.

3. Liderança

A liderança é muito mais que delegar funções e cobrar resultados, considerando que as pessoas têm perfis e necessidades diferentes. Além das habilidades técnicas, o gestor precisa saber lidar com essas diferenças para alinhamento aos objetivos da empresa.

Um bom gestor imobiliário deve ter algumas características especiais ao exercitar a liderança:

  • ser comunicativo;
  • ouvir a equipe;
  • incentivar e motivar o time diariamente;
  • trabalhar de forma organizada;
  • definir metas alcançáveis;
  • manter o clima do ambiente harmonioso;
  • elogiar em público e chamar atenção no privado;
  • implementar o feedback contínuo, entre outras ações positivas.

4. Planejamento de metas

As metas dependem dos objetivos da empresa e devem ser realistas, caso contrário tudo que o gestor conseguirá é desmotivar a equipe e perder oportunidades. Não adianta planejar e estabelecer metas com alto grau de dificuldade.

Para definir metas alcançáveis e ter um time engajado, o gestor deve se colocar no lugar das pessoas e entender como agiriam. As metas são usadas como forma de instigar os profissionais a buscarem resultados promissores, mas, a coerência e o bom senso do gestor são decisivos.

5. Treinamentos

A capacitação das equipes, seja para atendimento, seja para vendas, é primordial em um negócio que depende dos clientes para continuar crescendo. Quanto mais a empresa investir em treinamentos, mais técnica e preparada será a equipe para lidar com os altos e baixos imobiliários.

Um dos trunfos imobiliários está em montar e manter uma boa equipe em funcionamento, ou seja, profissionais que detêm habilidades e técnicas específicas do segmento e saberão usá-las na medida certa com os clientes.

6. Uso da tecnologia

Na impossibilidade de fechar negócios presenciais, será à tecnologia e internet que o público recorrerá para resolver seus problemas. Já existem diversas plataformas imobiliárias que possibilitam ao cliente, comprar ou alugar, com maior agilidade.

Para reduzir a burocracia é possível implementar soluções mobile para facilitar a busca por imóveis, assinatura eletrônica para viabilizar a liberação de um contrato, tour virtual para conhecer o imóvel, digitalização para transmissão de documentos online.

Além disso, internamente, a integração entre os setores é mais um ganho, pois as informações podem ser centralizadas em um mesmo ambiente, facilitando o trabalho de monitoramento, acompanhamento e controle da gestão.

Cada uma dessas informações, quando bem assimiladas e desenvolvidas, afetam positivamente o trabalho do gestor imobiliário. Portanto, elas servem de base para uma atuação estratégica que agregue valor ao negócio.

Gostou do post? Que tal aproveitar a visita no nosso blog e ver mais um conteúdo para ajudar no bom desenvolvimento do seu negócio. Confira agora mesmo nossas dicas de como fechar mais contratos de aluguel e melhorar os resultados!

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.