garantia-locaticia - casinhas coloridas com pilhas de moedas

Garantia locatícia: qual modalidade sua imobiliária deve oferecer?

Conheça as garantias disponíveis no mercado.

Todo dono de imobiliária sofre com dilema, aprovar crédito com poucas garantias e correr o risco de inadimplência ou aumentar as exigências, correr menos riscos e ver diminuir o volume de locação. 

Garantidas pela Lei do Inquilinato (Lei 8.245/1991) as modalidades de garantias locatícias podem ser: caução, fiança, seguro fiança e cessão fiduciária de quotas de fundo de investimento. 

Elas são importantes para proteger tanto o locador quanto o locatário e claro a Imobiliária como intermediadora do contrato. Afinal, que proprietário não quer ter a garantia de que receberá seu aluguel, mesmo que o inquilino não cumpra suas obrigações?

Vamos falar brevemente de cada uma das opções mais utilizadas no mercado imobiliário:

Caução

Poucos inquilinos sabem, mas há mais de uma forma de caução. Esta pode ser em dinheiro, bens móveis ou imóveis ou título de capitalização. Em dinheiro, que é uma das formas mais utilizadas, o valor geralmente equivale a três meses do valor do aluguel, mas ao fim do contrato, este valor é restituído ao locatário, ou muitas vezes pode ser utilizado para cobrir despesas apontadas pela vistoria.

Já a garantia de bens móveis ou imóveis é um pouco mais burocrática e deve ser registrada em Cartório de Registro de Títulos e Documentos, além de ser averbada à margem da matrícula imobiliária em caso de bem imóvel. 

Título de capitalização

Utilizado em média em 20% dos contratos, o título de capitalização é contratado através de uma seguradora, mas é necessário ter capital e disponibilizar o valor correspondente em média a 10 aluguéis. No final do contrato, o inquilino resgata o valor devidamente corrigido. É fácil para proprietário e/ou imobiliária resgatarem o título para cobrir os prejuízos causados.

Fiança

Quase sem custo, esta modalidade na qual um terceiro se responsabiliza pelo pagamento da obrigação, ou seja, o fiador pode ser pessoa física ou jurídica. No entanto a burocracia e os riscos, para o fiador são grandes. Muitas empresas inclusive já colocam em contrato que sócios não poderão ser fiadores de terceiros. 

Seguro Fiança

Uma das mais utilizadas no mercado. O seguro fiança é formalizado com uma seguradora. Não exige fiadores ou capital em dinheiro, mas acaba por ser um custo adicional no valor do aluguel. No caso de inadimplência, a seguradora se responsabilizará pela quitação do aluguel e dos encargos contratuais perante a imobiliária e/ou o proprietário. 

CredPago

Uma das mais inovadoras, pois a análise é feita por um sistema inteligente que consulta diversos birôs de crédito em menos de 1minuto, eliminando boa parte da burocracia e diminuindo a taxa de inadimplência.  O inquilino só necessita apresentar seu CPF; em posse dos dados, a plataforma analisa o cadastro e, se aprovado, cliente então realiza o pagamento das taxas por meio de boleto, PIX ou ainda pode parcelar em até 12X no cartão de crédito.  A garantia não tem custo para a imobiliária.

Rosalvo Barreto, consultor para imobiliária, escritor e palestrante deixa claro em seus treinamentos, que não é o caso de escolha da imobiliária, esta deve oferecer o maior leque possível de opções para o cliente, e este vai escolher a que melhor se adequa às suas necessidades. A prestação de serviço da imobiliária deve funcionar como uma espécie de consultoria para ambos os clientes, locador e locatário. Só assim  a imobiliária se mantém líder no seguimento, e garante uma carteira de locação saudável, com pouca inadimplência e crescimento garantido.

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.