aluguel sem fiador

6 vantagens de oferecer aluguel sem fiador

Entre as burocracias do processo de locação de imóveis, a garantia de aluguel é um dos assuntos que mais geram dor de cabeça. Afinal, encontrar um fiador que cumpra todas as exigências estabelecidas e que esteja disposto a assumir o compromisso, não é tarefa fácil — isso pode atrasar e, em alguns casos, impedir o fechamento do negócio. A solução para o problema está em oferecer o aluguel sem fiador, uma alternativa que facilita a vida de inquilinos e imobiliárias.

É possível assegurar o pagamento do aluguel de outras maneiras. Quer saber mais sobre o assunto? Ao longo deste conteúdo separamos algumas vantagens de não exigir fiadores e apresentamos as características de outras modalidades de garantias locatícias. Confira!

Descubra 6 benefícios do aluguel sem fiador

A fiança ainda é a modalidade de garantia locatícia mais utilizada no Brasil. Porém, muitas empresas já perceberam as vantagens de alugar sem a solicitação do fiador e estão buscando opções de atestar o recebimento do aluguel. Veja, a seguir, alguns desses benefícios.

1. Torna o imóvel mais atrativo para o consumidor

Como você sabe, o mercado imobiliário é um setor muito competitivo. É importante estar atento às novidades e trabalhar constantemente para melhorar a experiência dos clientes, para garantir espaço no setor.

Geralmente, encontrar o fiador é algo difícil e embaraçador — esse é um dos motivos que levam muitos inquilinos a negociarem diretamente com o proprietário. Além de encontrar uma pessoa que cumpra com todas as exigências solicitadas pela imobiliária, é preciso ter intimidade para solicitar que ela assuma essa responsabilidade.

Por conta disso, quando a imobiliária retira a necessidade do fiador tradicional, a propriedade chama mais atenção e as chances de ser alugada rapidamente aumentam.

2. Agiliza os trâmites da locação

Além da busca pelo fiador ideal, a análise cadastral do candidato pode demorar dias ou até semanas. Geralmente, quando o cliente procura a imobiliária ele está com pressa e a demora nos trâmites é uma grande inimiga.

Alinhada a outros fatores, como a qualidade no atendimento e da propriedade negociada, a aprovação rápida do contrato é um grande diferencial em relação aos concorrentes. Isso significa mais chances de fidelizar os clientes e também de conseguir indicações.

3. Reduz os custos para todos os envolvidos

Tempo é dinheiro, certo? Quanto mais prática e objetiva for a negociação, menos tempo e, consequentemente, menos gastos, a imobiliária vai ter. A locação com fiador exige mais explicação sobre o processo e uma análise financeira mais complexa. Todo o trabalho pode não resultar em nada, já que as chances de desistências aumentam consideravelmente com a burocracia.

O inquilino também se beneficia com isso, já que não precisa gastar com a documentação do fiador, além de não precisar se deslocar até a casa para pegar documentos e conversar sobre o assunto. Todo mundo quer economizar e a redução de custos é um dos argumentos que podem ser aproveitados pelos corretores imobiliários no momento da negociação.

4. Evita constrangimentos para o inquilino

Nem todo mundo se sente confortável para pedir um favor — principalmente quando o pedido envolve dinheiro. Em época de pandemia, quando o bolso de muitos está sendo afetado, se torna ainda mais difícil. Ser fiador é uma grande responsabilidade e, mesmo que seja para um amigo ou parente com quem tenha mais intimidade, pode ser constrangedor para o futuro inquilino ou até desconfortável, pelo risco de desgastar a relação.

Então, o ideal é iniciar um processo de aluguel que não precise disso. Dessa forma, o interessado não vai se preocupar cogitando quem poderia ajudar ou pensando em mil maneiras de chegar ao assunto para fazer o pedido. Apesar de esse método representar 46% das negociações entre inquilino e proprietário, quando possível, é bom escolher um meio mais fácil e seguro para todos os envolvidos, como o que é oferecido pela CredPago.

5. É menos burocrático

Naturalmente, com a figura do fiador no processo, será necessário pedir e apresentar diversos documentos dele, de identificação, comprovação de renda etc., além da assinatura e autenticação em todas as vias do contrato.

Esses trâmites não só atrasam a finalização da locação — o que representa um agravante se o proprietário tiver pressa em se desfazer do imóvel ou se o inquilino precisar ocupa-lo de imediato porque dependem da disponibilidade do fiador em se deslocar para a imobiliária, cartório etc.

Aliviar a parte burocrática já é uma vantagem bem interessante para quem precisa de agilidade ou não tem tanto tempo disponível para lidar com essa fase desgastante.

6. Resguarda o proprietário de prejuízos

Quando o inquilino não paga o aluguel ou outra taxa relacionada à moradia, como o condomínio, o proprietário pode fazer valer seu direito de despeja-lo, conforme prevê a Lei do inquilinato. De acordo com a lei 12.112/09, ele pode solicitar uma liminar que pressione a desocupação em até 15 dias.

Nesse caso o dono não vai precisar se preocupar com as despesas judiciais relacionadas ao processo, pois elas fazem parte da cobertura da CredPago, o que torna os trâmites mais fáceis e cômodos. Vale ressaltar que ele tem direito de despejar o inquilino quando:

  • acontece a rescisão do contrato por acordo entre as partes;
  • ocorre a extinção do contrato de trabalho;
  • se seu cônjuge, companheiro(a) ou ele próprio precisar do imóvel;
  • fim do contrato de locação;
  • morte do morador.

Confira modalidades de garantia que dispensam o fiador

Agora que já sabemos algumas das vantagens do aluguel sem fiador, chegou o momento de conhecermos as opções para que isso seja possível.

Título de capitalização

Nesta alternativa, o inquilino compra um título de capitalização em uma seguradora como forma de garantia de pagamento. Em caso de inadimplência, a quantia pode ser resgatada pelo proprietário. A modalidade não exige comprovação de renda, pode ser aproveitada em qualquer tipo de imóvel e tem aprovação muito mais rápida do que a fiança.

Outra vantagem interessante é que, se os aluguéis forem pagos corretamente, ao final do prazo do título, o inquilino pode resgatar o valor investido. Entretanto, o título de capitalização pode se tornar um custo muito alto para quem pretende alugar o imóvel. O valor varia, mas pode chegar a 15 vezes a despesa da locação.

Seguro fiança

O seguro fiança também é uma alternativa para quem não tem fiador. Funciona assim: uma seguradora é escolhida pelo inquilino para arcar com os custos do aluguel em caso de atrasos. Após realizar a regularização com o proprietário, a empresa precisa ser reembolsada por quem contratou o seguro.

O seguro é renovado anualmente e o valor pode chegar a até 2 vezes o da locação. A boa notícia é que a quantia pode ser parcelada em até 12 vezes — ficando como um acréscimo no pagamento do aluguel. As principais desvantagens são que o dinheiro não é devolvido ao final do contrato e o processo de análise demora, ao menos, 24 horas.

Cartão de crédito

Como você deve ter notado, mesmo eximindo a necessidade do fiador, todas as possibilidades anteriores são demoradas e inconvenientes. No título de capitalização, o investimento é muito alto, já no seguro fiança, o valor depositado não pode ser resgatado. Felizmente, existe uma escolha que reúne praticidade, economia e segurança: a garantia locatícia baseada no limite do cartão de crédito, uma inovação da CredPago.

Todo o processo pode ser feito por meio da internet. Depois de encontrar o imóvel ideal em uma imobiliária parceira, o inquilino envia os seus dados pessoais e os dados do cartão de crédito, onde a imobiliária insere em uma plataforma de análise. O limite aprovado do cartão precisa ser de ao menos 4 vezes o valor do aluguel, sendo permitido que pais, filhos e cônjuges somem seus limites para conseguir alcançar a quantia mínima.

A CredPago recebe as informações e analisa o comportamento financeiro do cliente, e retorna com o resultado da análise de crédito em até 15 minutos. Além da praticidade, o custo é muito menor para quem deseja alugar a propriedade e a plataforma não cobra nada das imobiliárias.

Se não você não tem cartão de crédito, tudo bem! A CredPago oferece a opção de pagar via PIX ou boleto bancário também. Viu como é fácil oferecer as melhores condições de garantia locatícia? Trata-se de uma vantagem estratégia para conquistar mais clientes para o corretor e a imobiliária!

Uma dica para auxiliar na decisão de qual garantia escolher é colocar na ponta do lápis como cada uma delas vai afetar seu bolso. Nem todo mundo pode arcar com 2 ou 3 cauções tampouco com os custos de uma seguradora. Dessa forma, o recomendado é avaliar cada alternativa, considerando seus benefícios e desvantagens a fim de tomar uma decisão precisa a longo prazo.

O ano de 2021 tende a ser um período de oportunidades e crescimento para quem atua no mercado imobiliário. Para que isso se concretize, é essencial acompanhar as transformações do setor e desburocratizar os serviços. Oferecer aluguel sem fiador é uma das inovações mais relevantes do setor — afinal, a modalidade não combina com a agilidade e a tecnologia que existem hoje.

Agora que você já sabe mais sobre a alternativa de ter um aluguel sem fiador, se você quiser entender melhor como funciona a segurança locatícia por meio do cartão de crédito, entre em contato conosco. A CredPago pode ajudar você a melhorar a sua taxa de conversão!

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.